Postagens populares

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

AGRADEÇO A QUEM

Agradeço a quem este estilete
Que atravessa a pele e atreve-se
Numa angústia em falsete
A ser-me em self-service?

Agradeço a quem esta molhada
Sorte que se atira a meus pés?
Àquele ser velho e de nada
Que sacode o espelho através?

Agradeço a quem esta alma ilhada
Em vãs filosofias de cafés,
Que entorta deduções destrambelhadas?

Agradeço a quem se só no viés
Desta vã incerteza arregaçada
A Morte diz-me : és não és?
Postar um comentário