Postagens populares

quinta-feira, 16 de março de 2017

CHAVE DE CADEIA 2

Vê se baixa essa beretta,
por favor não se intrometa,
porque minha alma é livre
como a cauda de um cometa,
coisa inteira, coisa meia,
que é vazante e maré-cheia,
seja sangue ou seja a veia,
só se aproxime disposta
a ser chave de cadeia.

Vê se baixa essa beretta,
por favor vem, se intrometa,
porque minha alma é frágil
como bala de espoleta,
se eu morrer no fim do morro
pode crer que é coisa feita,
que é vingança de mulher
por excesso de "bu !!!..ce tá 
me ouvindo?", ou traição 
por despeito ou por falseta.

Vê se escreve na prancheta,
por favor me livre a treta,
porque tenho muita fé
no amor por ti - "beretta" -,
e se te beijo te como
com pimenta malagueta,
mas antes eu te mastigo
no bar de Dona Capeta.
Só se aproxime disposta
a desordenar retretas.
Postar um comentário