Postagens populares

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

CLAMOR TAMBORILANTE

Alimentam o poder deste tempo

Ambições como metralhadoras

Derrubando a pomba desnuda

No museu do Livro.

O sangue traçando na vidraça

Das mentes uma suástica esquecida.

Não ouvem o clamor

Pedindo o encontro

Tamborilante.
Postar um comentário