Postagens populares

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

FIM DO FORA

De versos em crise
a casa que eu me fiz

Ritmo infinito e mutante
por dentro de mortes in(finitas)

De ruínas a casa triste que eu me fiz
clássica e moderna e mestiça

Por fim o ser chegando à mesa quebrada
No fim do fora o clarear que desfiz
Postar um comentário