Postagens populares

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

SEMPRE VI SEMPRE MOR

Sempre-vivas, ânforas de vivência,

Bailando ao coro dos ventos,

Em encantos berrantes.


Mas sempre-morta a esperança

De que não haja tempestades

Em copos de água
Postar um comentário