Postagens populares

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

ENQUANTO ENQUANTO

Enquanto Deus e o Diabo
jogam as bolas que são
o sol e a lua não dão cabo
da dúvida dos homens
sobre esse jogo
e a hora que ele acaba.

Do meu bolso cai um papel
de alma fina que pretendia usar
riscando um poema
quando a dor apertasse perto
de onde havia um coração,
enquanto os dois sorriem

e acertam a bola do sol
nos meus olhos, que estilhaçam,
e xingo de filhos da lua a ambos,
que chutaram a bola, enquanto
apanho o papel do chão da retina,
ainda bom pra um poema.
Postar um comentário