Postagens populares

segunda-feira, 1 de abril de 2013

NÃO SE SABE SE A DESTERRO

Não se sabe se a desterro,
Não se sabe se a naufrágio,
Ou se o seu mapa deu erro,
Ou se da nau lhe empurraram.
Só se sabe que o Ramalho
Aportou no Cubatão

E pôs amor na filhinha
Do cacique, com desejo.
O Ramalho e sua índia
Aqui se amalgamaram.
Ajudaram ao Martim
Com saberes que aliaram.

Martim doou sesmarias
Para boa ocupação.
Vieram depois rap'rigas
Para a multiplicação.
E Doutor Pinto, Rui Pinto
E outro Pinto notório

Ganharam sem nenhum risco
Cubatenses territórios.
Pintos deram joãozinhos
E outras mariazinhas.
Com tal enchente de pintos
Cubatão pintou todinha.
Postar um comentário