Postagens populares

quinta-feira, 6 de junho de 2013

SEREI RÃ QUE EM MIM PULEI

Por que tenho de sair 
se é bem mais agradável 
tingir de luz os olhos?
Por que vagar por aqui 

se nos céus ardo ao sentir?
Por que grudar 

no que não tem aderências?

Quem sabe eu possa me abrir.
Quem sabe eu possa assumir todos os nãos (i)morais?
Serei rã 

que em mim pulei 
sem lago algum pra pular?
Postar um comentário