Postagens populares

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

(IN)DIFERENÇA

Em mim o sangue secular
de árvores inominadas.
A indiferença em mim
ganha foros de seiva virtuosa.
Meu caule rugoso doma o espelho.
Posso falar de amor
como água verde e nutritiva.
Ou não.
A indiferença em mim
não existe porém.
Postar um comentário