Postagens populares

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

BARCOS DE PAPEL



Já possui barcos.

Na verdade, toda uma frota.

Era bonito vê-la

À beira, sem rota.

Duas poças faziam um mar.

Havia um barco colorido

Feito da Revista Realidade,

Havia um barco fedorento

Feito em jornal de embrulhar peixes.


O seu mar sempre fedia.

O segundo barco teve meio dia de vida.


Jornal de carne.

Acabaram todos logo.

Não precisei vendê-los.


Amoleceram nas águas ácidas.

Postar um comentário