Postagens populares

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

ILUSÓRIA CANÇÃO


A palavra é insuficiente para o ser
diante de cada dia que se apresenta
amarrado com fitas de sangue.
Cada dia uma ilusão-menininha 

com laços de hemoglobina,
cujo pai-sonho trabalha por 24 horas, de
laços no relógio de ponto

pra ir no parque gastar na roda gigante
comer pipoca e cair da montanha russa
mas com palavras insuficientes 
pra dizer o quanto se ama,
pra  dizer o quanto se odeia,
pra escrever outras humanidades

de ilusão,
presa em babéis que se alteiam
nas notícias das guerras dos homens,
de número insuficiente
pra separar o joio do trigo,
pra transformar água em vinho
para a de ilusão laços
de hemoglobina.
As palavras gastas como dinheiro
nos comícios nas esquinas 

nos patíbulos bibliotecas 
bares igrejas câmaras tribunais,
insuficientes são até para a lápide
da ilusória canção que aqui não nasce.
Postar um comentário