Postagens populares

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

OSSADAS DE ÁGUAS


Há ossos
como os da alma

que não se quebram fácil
há ossos de árvore que deitam flores

há ossos de estrela que deitam luz
como fazem almas

que não se curvam fácil
ossos há no corpo do vento

esclerosado parou
no ouvido das folhas

com ossos que ninguém nota
estou pisando sempre

nas ossadas das águas
da chuva disto
Postar um comentário