Postagens populares

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

INDO AO AMOR

Indo ao amor
sonhando
ardendo tonto
o amante cresce
em paisagens novas
vibrando nele
o vento uivando
entrega o corpo
e a alma junto
sem essa de morrer
ou sim
se a morte for viver
até o talo
de amor sem fim
e desce e sobe
e mede-se
por jovem
embora velho
como um tapete intenso
e cego
aos pés do jogo
onde se perde
encontrado
Postar um comentário