Postagens populares

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

SENTIR PARA O FIM DO MUNDO

Os músculos doem
do sentir que se virtualiza 

na tela de ossos.
O ser que já apagou 

absolutos de pensar
teima em deitar 

fora dos relativos
no entanto.

Hoje, o tempo está morno.
 
Os músculos de minha alma
por serem do espaço interior
sentem metas vítreas.
Há sentir suficiente aí

para o fim do mundo.
Postar um comentário