Postagens populares

domingo, 5 de janeiro de 2014

ROUCA ALMA


Rouco ser eu lego.
No solo escrevi
Poemas com ego.
Não liga pra isso,
É de poetas vício
Cego, dores curvo,
E assim nadando
Dissonantes sons,
Vou ensurdecendo
Minha idade média

Com renascimentos.
Perco os recheios
Da alma, seu selo,

Com a casca ao meio,
Rouco ser trafego.
Postar um comentário