Postagens populares

terça-feira, 22 de abril de 2014

GEOLOGIA CARNÍVORA

Dos teus olhos/intempéries
Em minha geologia de carne
Cresceu alma de furúnculos?

Da tua libido/belezura 
Em meu degredo
Cresceu cachoeira de sangue pisado?

Se a lâmina de teu ser
Me tremeu as tectônicas
Deu terre(amor)oto?

O modo de devotar meu baldrame,
Se anulaste a gravidade
E fiz-me enxame?
Postar um comentário