Postagens populares

terça-feira, 8 de abril de 2014

FERNANDO PESSO-HETEROFERA

As escaras que minha alma curou???
Eram escadas pra meu ser galgar.
Em mim é bem calada a alma; sou???
Quando comecei a me ultrapassar.
Por elas fui, no que restou-me.
As escaras davam pesares.

Mas o peso soube os patamares.
Eram sem fim e tinham sons e sal.
Eu - sem verso - subia sem dar prosa.
Tantas vezes quedei nesses degraus.
Eram muitas escadas e doíam
Mas faziam nascer o bem do mal.

Fernando as subira, heterofera.
Nada então falara da intenção.
Simplesmente foi pr'outras esferas
Subindo escadas com vítreas mãos;
Só com perguntas reinava n'alma
(Sabe disso quem é rei de sua ação.)

Postar um comentário