Postagens populares

domingo, 27 de julho de 2014

MEIAS NOS OLHOS DO AMOR

A febre a trinta e nove graus.

Teu corpo entregue.

A fome.

Não fosse a alma sem blusa.

E alguém que disse:

Cara, cê tá mal


Nem terias notado

Apesar das meias nos olhos.

E o cais estava calmo.

Os navios eram escuros.

As ondas balançavam os céus.

Os armazéns perfumávamos de amor.
Postar um comentário