Postagens populares

terça-feira, 24 de maio de 2016

CHEIRAR O PÓ TEATRAL

Quero ser sempre teatro,
Cheirar o pó que levanto.
Beber a letra, no ato,
Enquanto ator, me focando.

Sempre me crio ao perder-me,
Zonzo dos meus personagens,
E misturando gestuais
Desenho-me mil imagens.



Mato na voz os silêncios,
Nos gestos - carne em metáforas,
No palco me reescrevendo
Sempre, gozando a diáspora.
Postar um comentário